Classe - Audiovisual e Games

Coordenador de Classe

Lucas Meneguette

Lucas C. Meneguette é professor de áudio e música no curso de Tecnologia em Produção Fonográfica da Fatec Tatuí, onde supervisiona o NAGA (Núcleo de Áudio e Games). É Doutor em Tecnologias da Inteligência e Design Digital pela PUC-SP, com a tese “A afinação do mundo virtual: identidade sonora em jogos digitais”.

Professores

Clement Zular

Engenheiro de Gravação e Áudio. Projetista em Acústica. Direção Técnica, de Sonorização e de Palco. Participa do Festival Amazonas Jazz desde a sua 1a edição. Especializado em gravação de música erudita, orquestras, coros, jazz, ao vivo ou em locação. Gravação e finalização de trilhas orquestrais para cinema (film scoring) e musicais. Gravação, mixagem e finalização de Shows e eventos ao vivo. Produção e Produções especiais. Alguns artistas com quem trabalhou: Trilhas Orquestrais Rede Globo, Pluft, Pelé, a Origem, Coral Bradesco, Orq. Heliópolis, Orq. Concertgebouw Amsterdam, Filarmônica de Munique – Zubin Mehta, Orq. Sinf. de Sergipe, Alvaro Siviero, Emmanuelle Baldini, Cristian Budu, Camerata Aberta, Filarmônica de Praga, Marcelo Giannini, Metais Orq. de NY, Orq. Bachiana, Osusp, Orq. Jovem do Estado, Orq. Tom Jobim, Banda Sinf. do Exército, Banda Sinf. Jovem do Estado de SP, André Abujamra, Tim Rescala, Hermeto Paschoal, CBLOL, Alessandra Maestrini, Edu Lobo, Nelson Ayres, Dominguinhos, Palavra Cantada, Barbatuques, Mawaca, Capital Inicial, Begin Japan. Formado pela Escola Municipal de Música / flautista. Estudou com Sofia Helena Freitas Guimarães de Oliveira, Bernardo Toledo Piza, Jean Noël Saghaard, Wilson Duarte Rezende, Ailton Escobar, Naomi Munakata, Oswaldo Lacerda, Laura Abrahão, entre outros. Participou do Conjunto de Flautas doce “Guiomar Novaes”, prêmio APCA melhor conjunto instrumental 1981 categoria música erudita e 1o colocado no Concurso Nacional de Flauta Doce 1975. Concertos e apresentações por todo o país e nos festivais de Campos do Jordão e Gramado sob o convite do Maestro Eleazar de Carvalho. Duos com violão e Quinteto de jazz/standards/MPB. Técnico em eletrônica Escola Técnica Albert Einstein. Palestras diversas em convenções e seminários de áudio. Colaborador Matérias para a publicações/sites especializados. Membro da Sociedade Brasileira de Acústica, Membro da ABPAudio Associação Brasileira dos Profissionais de Áudio, Membro AES Audio Engineering Society.

Dani Serranú

Pianista, compositora e sound designer de jogos, trabalha como freelancer em jogos como “Super Magbot”, “Gravitacional” e “Gravity Heroes”. Também trabalha “Game Audio Academy ”, a maior plataforma de ensino de áudio para jogos online em português. Fundadora do blog “Retro Chord”, tem como objetivo simplificar o mundo de game audio e compartilhar sua experiência e paixão por música e jogos.

Débora Opolski

Débora Opolski é professora do Curso de Licenciatura em Artes da UFPR. Pesquisadora e professora do Programa de Pós graduação da UNESPAR, CINEAV- Mestrado em cinema e artes do vıd́eo. Integrante do grupo de pesquisa Kinedária. Trabalhou na edição de som de filmes como “Dois filhos de Francisco” (2005), “O cheiro do ralo” (2006), “Tropa de Elite 1” (2007), “Tropa de Elite 2” (2010), “Tentei” (2017) e “A mesma parte de um homem” (2020). Autora do livro “Introdução ao desenho de som”, publicado pela editora da UFPB em 2013. Coordenadora da coleção “Sonoridades do audiovisual” da editora da UFPR.

Guta Roim

Formada pelo Curso Superior do Audiovisual – ECA/USP, trabalha como artista de foley há 13 anos. Iniciou sua carreira na Casablanca Sound em 2007, permanecendo até 2014, onde trabalhou em diversos produtos audiovisuais como os longas-metragens O Palhaço (representante brasileiro ao Oscar em 2013), Jean Charles, Another Silence, Meu Pé de Laranja Lima, Meu País; e séries de TV como Sessão de Terapia, 9mm: São Paulo e Alice. A partir de  2014 passou a atuar como freelancer, assinando o foley de grandes produções: Mais Forte Que O Mundo (concorrente ao Emmy Internacional na categoria de filmes para TV/minisséries), Pequeno Segredo (representante brasileiro ao Oscar em 2017), Tito E Os Pássaros (vencedor do Anima Mundi 2018 e pré selecionado ao Oscar de 2019) entre outros. Também atua como editora de som para cinema e programas de TV. Ministra workshops de foley desde 2011 em instituições como Museu da Imagem e do Som, ECA-USP, SESC, Escola Inspiratorium, Academia Internacional de Cinema.

Juliane Andrezzo

Compositora e sound designer formada em Música pela Udesc, produz áudio para jogos desde 2013. Com o estúdio de jogos Cat Nigiri, lançou títulos para mobile, PC e consoles, como Keen e Necrosphere. Além disso, produz áudio para peças publicitárias e outras mídias audiovisuais. Tendo o piano como primeiro instrumento e base, atualmente aperfeiçoa seus estudos como baixista. Atua como cantora há 15 anos, tendo experiência como soprano e solista em coros de repertório de câmara, sinfônico e operístico, bem como em grupos de música popular de repertório variado.


Marco Barone

Compositor, arranjador, instrumentista e produtor musical, com foco em jingles, trilhas sonoras, spots de rádio, direção de locuções, games e temas musicais de programação de emissoras de TV, como Band, MTV, Rede TV e principalmente telejornalismo da TV Globo. Atualmente administrando Direitos Autorais.

Maurício Domene

Mauricio Domene, compositor de trilha sonora e produtor musical.  

Formado pela Berklee em Music Composition for Film and TV (curso livre). Estudou Improvisação e arranjo com José Carlos Prandini, Harmonia com  Cláudio Leal, percepção musical com Ricardo Brein entre outros. Em publicidade ganhou vários prêmios. Alguns deles: – 3 Prêmios “Profissionais do Ano” (Rede Globo) de melhor campanha para Brastemp, Semp Toshiba e Itaú Seguros; – 9 Prêmios “Colunista Produção Brasil” para Itaú, Jornal da Tarde, Varig e outros; – Foi finalista no New York Radio Festival. – GRPCOM 2015 de Criação pelo filme Purity Chegada.    Comercial mais visto no Youtube (Colombia) em 2017 com o filme Come Ya.

Desde 96, Domene está à frente  do Estúdio Next, empresa para a qual compõe trilha sonora para clientes como Intel, Procter & Gamble (P&G), PepsiCo, Samsung, BMW, Hyundai, UNICEF, Ford, WWF, Microsoft, GE, TV Globo, Cia Vale do Rio Doce, Petrobrás, SeCom, MEC, Banco do Brasil, Volkswagen, Pfizer, Unicef e muitos outros. Compôs trilha sonora para filmes premiados como: “Memórias da Resistência” –  ganhador do Grand Prix FIAMP (ONU) de melhor curta (dirigido por Mauricio Fernandes Moreira – 2009);  “Buba e o Aquecimento Global”; – UpTo3’ – Brazilian Short Animation Exhibition of Toronto, Toronto, Canadá – 2010; Melhor Filme eleito pelo voto popular: – ANIMIAMI, Miami, Estados Unidos – 2010; Vencedor na categoria Profissional: “Passagem” – Ganhador de Melhor Curta Documentário na mostra competitiva nacional do 5º Vale Curtas. (diretor Marc Dourdin – 2011); “O Triunfo da Cor”   Cultural Entertainment Award / Modern and Contemporary Art F@IMP 2.0 2017 (Festival of Audiovisual International Multimedia Patrimony) Uhersky Brod/ Czech Republic “Guernica” F@IMP 2.0 2017 (Festival of Audiovisual International Multimedia Patrimony) Uhersky Brod/ Czech Republic  “O Despertar de Selma” – curta ficção (direção: Andrea Fergo – 2016) – Prêmio de Melhor Diretor de Curta Metragem – “Rio Fantastik Festival”, Rio de Janeiro (2016)  “Sombras” – curta ficção (direção: Rodrigo Cardoso – 2017) – “Prêmio del Público Online” no festival Cine de Elche, Espanha.  “Paul Klee – Equilíbrio Instável” F@IMP 2019 Ouro em Education & Outreach (Festival of Audiovisual International Multimedia Patrimony) Shangai/China.

Tharcisio Vaz

Tharcísio Vaz trabalha como compositor e sound designer há mais de uma década. Mestre e Doutorando em Composição Musical para Games na UFBA, trabalhou com produção de áudio em mais de 70 projetos de Games, Cinema e Animação, tendo suas músicas tocadas por experientes conjuntos de câmara da Europa como o Ligeti String Quartet (Inglaterra) e Kaiser String Quartet (Alemanha). Suas obras foram expostas e premiadas em eventos nacionais como SB Games, Campus Party, Brazil Game Show, Big Festival, eventos internacionais como a Gamescom, Cannes Festival, Media Sound Hamburg e museus como V&A Museum (Londres) e Pavilhão da Bienal (São Paulo). Entre seus projetos destaca-se o Audio Game Breu, em que compôs e produziu a trilha sonora para quarteto de cordas com o Quartetris Game Music, dirigiu e gravou locuções com 15 atores profissionais. Vaz atualmente leciona disciplinas voltadas ao Game Audio na UNEB e Música para Audiovisual na UCSal.

 

Thiago Adamo

Compositor e audio designer focado em jogos, trabalha desde 2008 profissionalmente na área, trabalhou em mais de 80 titulos dentre eles o Blazing Chrome, Rocket Fist, What the Box, Space Cats With Lasers e Garden Paws do estúdio Canandense Bitten Toast Games, além disso com o seu estúdio trabalhou junto com outros profissionais de áudio no jogo Gravity Heroes e Super Magbot. Desde 2014 fundou a Game Audio Academy, plataforma de ensino de áudio pra games focada em democratizar o conhecimento através de cursos pagos e materiais gratuitos.

Tim Rescala

Estudou na Escola de Música da UFRJ e na Escola de Música Villa-Lobos. Com Han-Joachim Koellreutter estudou composicão, contraponto e arranjo. Licenciou-se em música pela UNI-RIO em 1983. Compositor e diretor musical de várias peças de teatro. É um dos mais premiados compositores brasileiros, tendo recebido diversos prêmios Mambembe, Shell, Coca-Cola, APTR, CBTIJ e outros. Faz música para cinema, TV e     exposições e trabalhou para a TV Globo por 29 anos. Atuou como compositor e regente em muitos festivais de música contemporânea no Brasil e no exterior. Autor de óperas, musicais, música de câmera e eletroacústica. Sua peça Pianíssimo foi o primeiro texto infantil apresentado na Comédie-Française. Recebeu as bolsas Vitae e Rio-Arte. Foi diretor da Sala Baden Powell, RJ, em 2005 e 2006. Escreve e apresenta o programa Blim-blem-blom na rádio MEC-FM desde 2011, premiado na Bienal do México. Seu Quarteto Circular foi indicado ao Grammy Latino de 2011. Sua ópera O perigo da arte, estreou em 2013 em Buenos Aires e sua montagem brasileira em 2014 foi escolhida como um dos 10 melhores espetáculos do ano pelo jornal O Globo. Seus trabalhos mais recentes em TV tiveram muita repercussão: as novelas Meu pedacinho de chão e Velho Chico e a minissérie Dois irmãos, todas com direção de Luiz Fernando Carvalho. Fez a música do filme Pluft, com direção de Rosane Svartman e em 2019 lançou a Classical tracks, uma livraria digital de música clássica voltada para o mercado audiovisual. Foi novamente premiado pela músicas de vários espetáculos infantis e trabalha agora em duas grandes produções para o Parque Beto Carrero World.